quarta-feira, 8 de agosto de 2012


7
Olá meninas!

Embora meu tempo continue curtinho, estou passando rapidinho, pra lhes dizer que ontem foi meu aniversário.  Ganhei muita coisa legal, e entre carinhos e mensagens, vou postar aqui o primeiro presente. Minha filhinha Juju, no frescor de seus dezesete  anos, dona de uma sensibilidade ímpar, me tocou profundamente com esse belo poema de Bilac.

As Velhas Árvores

Olha estas belas árvores, - mais belas,
Do que as árvores moças, mais antigas,
Tanto mais belas quanto mais antigas,
Vencedoras da idade e das procelas ... 

O homem, a fera e o inseto à sombra delas 
Vivem livres de fomes e fadigas;
E em seus galhos abrigam-se as cantigas 
E as alegria das aves tagarelas ...

Não choremos jamais a mocidade !
Envelheçamos rindo! Envelheçamos 
Como as árvores fortes envelhecem,
Na glória da alegriae da bondade,

Agasalhando os pássaros nos ramos,
Dando sombra e consolo aos que padecem !

                                                                             Olavo Bilac


E obrigada a todos que compartilharam o dia de ontem comigo. Foi maravilhoso. Especialmente vc meu amor, meu marido , amigo companheiro de todas as horas. Te amo.
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Adorei a visita !!


"A maior caridade que praticamos em relação à Doutrina Espírita é a sua divulgação."
(Emmanuel)
Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende. Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir."

Cora Coralina